Aspergilose

Aspergilose

Definição: enfermidade fúngica a qual afeta o sistema respiratório, nervoso, olhos em todas as espécies.

Etiologia

Aspergillus fumigatus, Aspergillus flavus e Aspergillus niger.

Características do Agente

Estes fungos são encontrados facilmente na cama, solo, matéria orgânica em decomposição e alimento.
Crescem facilmente em meios de cultura (Ex.: Agar Sabouraud) em temperatura entre 23 e 37ºC em 4 a 7 dias.

Epidemiologia

-Afeta aves domésticas, selvagens, de zoológico.
-Possui distribuição mundial.
-Afeta animais de qualquer idade, sendo mais comum em jovens.
-Mais freqüente em perus.
-Causa mortalidade embrionária. Quando há a postura do ovo (a 41ºC) ocorre o resfriamento posterior, levando a formação da câmara de ar com sucção de material externo (entrada do esporo do Aspergillus).

Transmissão

Aerógena por inalação do agente (fungo adquirido no ambiente). Não há transmissão entre aves.

Sinais Clínicos

Forma Respiratória: forma clássica que caracteriza-se por dispnéia e ascite (por hipertensão pulmonar).
Forma Ocular – Oftalmite: caracteriza-se por exsudato caseoso sobre a conjuntiva e área externa do olho, conjuntivite e cegueira. A infecção ocorre por contato com o esporo ou por disseminação sistêmica.
Forma Nervosa – Encefalite: caracteriza-se por ataxia, incoordenação motora torcicolo e infecção se dá por disseminação sistêmica.
Forma Cutânea – Dermatite: menor ocorrência (raros casos).
*Todas as formas tem-se anorexia e perda de peso.

Lesões

Macroscópicas: podem ser localizadas ou generalizadas. Verifica-se nódulos esbranquiçados no pulmão e sacos aéreos, espessamento de sacos aéreos, placas caseosas na traquéia e siringe e nódulos no sistema nervoso.
Microscópicas: presença de hifas.

Diagnóstico

Anamnese e História Clínica
Sinais Clínicos
Exames Complementares:
-Isolamento fúngico em Ágar Sabouraud.
-Histologia
-Identificação rápida: coletar nódulo e colocar em uma lâmina com hidróxido de potássio a 20% com tinta nanquim, aquecer ligeiramente, colocar lamínula e visualizar as hifas em microscópio.

Tratamento

Inviável economicamente pelo alto custo dos medicamentos. Mas pode-se administrar Nistatina ou Anfotericina B.

Prevenção e Controle

-Bons programas de limpeza e desinfecção.
-Biosseguridade.
-Programas de monitoria.
-Material ideal para cama e ninho.

Fonte: Veterinarian Docs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *